Estresse, desmotivação, irritação: conheça o burnout, síndrome do esgotamento profissional

Pressão, falta de confiança entre os colegas, jornadas longas e discrepância entre expectativas do trabalhador e o que é exigido podem levar ao desgaste emocional e físico

man-390339_1920

Todas as manhãs, ao acordar, a sensação ainda é de cansaço. Parece que as noites de sono não são reparadoras. Sem entender o que está acontecendo e com um sentimento de angústia que se arrasta há dias, ela procura um médico. Nada de errado aparece nos exames, e a orientação é descansar. Antes de chegar ao trabalho, vários minutos dentro do carro. Só de pensar em entrar no escritório, a ansiedade já aparece. Lá dentro, não consegue se concentrar. Nos primeiros cinco minutos, irrita-se demais porque o computador demora a ligar. Antes mesmo de começar as tarefas do dia, sabe que não terá tempo suficiente para terminá-las, como acontece sempre. Para piorar a situação, o novo sistema do banco de dados, essencial para o trabalho, é difícil de entender. Queixa-se de pouca autonomia, mas não consegue conversar com os colegas ou com o chefe sobre isso. Começa a notar que fica horas sem poder ao menos sentar para tomar um café com eles, pois todos estão sempre muito ocupados. Decide fazer o mínimo possível para entregar o que precisa. Afinal de contas, “o que eu faço aqui não importa a ninguém mesmo”. E pergunta-se: “O que é que estou fazendo aqui?”.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

Uma visita na “fábrica de suicídios” da Apple na China

Com jornadas de trabalho de 12 horas e assédio moral descontrolado, quem trabalhou lá sabe um pouco do que é o inferno

Com jornadas de trabalho de 12 horas e assédio moral descontrolado, quem trabalhou lá sabe um pouco do que é o inferno

Muito se fala sobre as péssimas condições de trabalho nas fábricas chinesas da Apple, mas pouco realmente é divulgado sobre isso. Para trazer à tona a realidade cruel dos funcionários da Maçã e falar mais sobre o aclamado iPhone, o repórter do The Guardian Brian Merchant publicou um livro chamado “The One Device: The Secret History of the iPhone” e, nele, descreve como é o fantasmagórico complexo da Foxconn onde 18 pessoas tentaram se suicidar e 14 delas infelizmente conseguiram. Segundo o autor, que visitou o local e conversou com funcionários e ex-trabalhadores da fábrica, lá não é um bom lugar para seres humanos.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

Eu e meu burnout: o dia que quase entrei em colapso

lego-884903_1920

Há pouco mais de um ano, numa determinada noite, lá pelas 3 da manhã, eu acordei de repente. Parecia que eu tinha levado um choque. Acordei com um aperto no peito, uma sensação de angústia, difícil de descrever. O quarto estava escuro, me deu medo. Deixei o quarto silenciosamente, sem permitir que a minha esposa sentisse a minha saída e fui para sala. Fiquei andando de um lado para o outro, com a TV ligada, som baixo, luzes acesas, sem saber o que acontecia comigo, mas com uma sensação de desespero, ansiedade… quase pânico. Tinha a sensação de que alguma coisa muito grave estava acontecendo durante aquele meu momento solitário. Depois de pouco mais de duas horas a ansiedade foi diminuindo, me acalmei e voltei para o quarto. Semanas depois eu contei para minha esposa.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

Entenda o que é hygge e veja 5 jeitos de aderir ao estilo de vida

Conceito nórdico de conforto e bem-estar pode ser aplicado no dia a dia

home-1247150_1920

Preparar a casa para a chegada da nova estação, reunir os amigos em torno da mesa, ler um livro e tomar um chá contemplando o silêncio. Tudo o que pode trazer conforto e sensação de bem-estar tem um nome ainda sem tradução para o português: hygge. O estilo de vida surgido na escandinávia não é novidade, mas voltou à tona desde que a Noruega (seguida da Dinamarca e da Islândia) foi considerada o país mais feliz do mundo de acordo com o relatório anual da ONU (Organização das Nações Unidas). O Brasil ficou em 22º lugar no ranking, que leva em conta fatores econômicos, sociais e políticos.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

A importância de ficar à toa

O neurocientista Andrew Smart mostra, por meio de pesquisas com o cérebro, que, além de ajudar na criatividade, o ócio faz bem para a saúde e é fundamental para o autoconhecimento

meerkat-459171_1920

Quanto mais manuais se vendem sobre foco e produtividade, menos tempo livre parecemos ter. Será que estamos andando na direção errada? Essa é uma das perguntas levantadas pelo neurocientista americano Andrew Smart, de 39 anos, pesquisador da Universidade de Nova York. O interesse pela questão do foco e do gerenciamento do tempo veio após um estudo que fez propondo uma terapia não-medicamentosa para jovens com déficit de atenção.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

Por que os jovens já não querem comprar carro nem casa própria?

Tradicionalmente, o que se convencionou chamar de sucesso é medido pelo fato de ter casa própria e carro. Mas isso já não é mais assim. A cada dia, aumenta o número de jovens que optam em não adquirir este tipo de bens.

silhouette-683751_1280

Diversos estudos especializados mostraram que cada vez menos pessoas da chamada ’geração Y’ (que hoje têm cerca de 30 a 35 anos) compram casa. Sem falar no número ainda menor de interessados em adquirir um automóvel. Na realidade, eles não fazem quase nenhum tipo de gasto grande, sem contar os iPhones, é claro.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

Mobbing: o assédio moral no trabalho

O assédio moral no trabalho, ou mobbing, se tornou algo muito comum nos últimos anos. Trata-se de um fenômeno emergente na vida social e profissional que requer um tratamento rigoroso devido às múltiplas consequências que pode originar.

Esta situação não só acarreta problemas psicológicos, como também pode afetar o desempenho da atividade profissional e o ambiente da pessoa que sofre com ela, sendo uma situação, na maioria dos casos, difícil de demonstrar.

glass-containers-1205611_1920

O assédio moral no trabalho pode não só destruir o ambiente de trabalho e/ou reduzir a produtividade, como também pode favorecer o absenteísmo, devido ao desgaste psicológico que ele provoca. É considerado um abuso de autoridade. A pessoa que o coloca em prática procura apenas manter o seu poder em situações em que a vítima é uma ameaça por algum motivo.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

“A ideia de uma vida boa foi substituída pela de uma vida a ser invejada.”

blonde-2094172_1920

“Um dos mais influentes psicanalistas da Inglaterra, autor de dez livros e editor da nova tradução da obra de Sigmund Freud (1856-1939), Adam Phillips, mais parece um profeta do que um homem da ciência. Pelo menos essa é a ideia que se tem depois de ler a entrevista que ele concedeu à revista Veja em 12 de março de 2003, “Páginas amarelas”), mas que sete anos depois me parece atualizadíssima as questões erguidas por ele, da qual se extraíram as dez denúncias abaixo numeradas:

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

Gravidez causa mudanças duradouras no cérebro da mulher

Mães apresentaram remodelação neural até dois anos após o parto; as alterações ajudam na adaptação à maternidade

baby-1851485_1920

Ter um ser humano crescendo dentro da própria barriga não é algo corriqueiro. Os hormônios proliferam e o corpo sofre uma enorme transformação física. Mas as mudanças não terminam aí. Um estudo publicado na Nature Neuroscience revela que durante a gravidez as mulheres sofrem uma remodelação significativa no cérebro – e o mais intrigante: essa alteração persiste por pelo menos dois anos após o nascimento do bebê. O estudo oferece também evidências preliminares de que essa remodelação pode desempenhar um papel importante em ajudar as mulheres na transição para a maternidade.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading