Empresas não ligam para o bem-estar do funcionário, diz professor de Stanford

Segundo Jeffrey Pfeffer, o ambiente de trabalho é a fonte de estresse e toda companhia precisa agir como se estivesse no ramo da saúde

“O trabalho está matando as pessoas e ninguém se importa”. Assim Jeffrey Pfeffer, professor da Escola de Negócios da Universidade Stanford começou sua palestra hoje (13/09), durante o Simpósio Work Place Wellness, no Insper, em São Paulo (SP). Segundo o professor, a principal fonte de estresse no mundo é o ambiente de trabalho. “Toda empresa tem que entender que está no ramo da saúde”, diz.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

TRANSTORNOS MENTAIS ENTRE JOVENS PREOCUPA UNIVERSIDADES

Casos frequentes de alunos com ansiedade e depressão têm levado instituições públicas a criar núcleos de prevenção e atendimento psicológico

library-922998_1280

A euforia sentida por Evair Canella, de 25 anos, ao entrar em Medicina na Universidade de São Paulo (USP) se transformou em angústia e tristeza.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

O doutorado é prejudicial à saúde mental

Estudo diz que doutorandos são seis vezes mais propensos a desenvolverem ansiedade ou depressão

old-books-436498_640

Nos últimos anos foram publicadas diversas pesquisas que alertam sobre o estado de saúde mental dos alunos de doutorado. Um exemplo recente é o trabalho que acaba de sair na Nature Biotechnology, apontando que os doutorandos são seis vezes mais propensos a desenvolverem ansiedade e depressão em comparação com a população geral. Segundo esse trabalho, dirigido pelo pesquisador Nathan Vanderford, da Universidade de Kentucky (EUA), isto significa que 39% dos candidatos a doutor sofrem de depressão moderada ou severa, frente a 6% da população geral.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

A relação entre o stress e ganho de peso

Confira alguns alimentos essenciais e práticas para combater os quilinhos a mais e manter a mente saudável

slimming-2728331_640 (1)

O estilo de vida da sociedade atual mudou bastante ao longo dos anos, atingindo o auge da correria principalmente na parte profissional. Associado a este fato podemos observar hábitos cada vez menos saudáveis como excesso de trabalho, poucas horas de sono, má alimentação e inatividade física, aumentando assim, os níveis de estresse tanto físicos quanto mentais.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

Horas extras não melhoram finanças, mas levam a burnout, diz estudo

Os norte-americanos que trabalham demais estão esgotados.

time-2980690_640

A saúde está sofrendo e eles estão deixando de ficar com as pessoas que amam. De forma paradoxal, o tempo extra dedicado ao trabalho não está aliviando suas inseguranças financeiras. É o que afirma um novo estudo realizado pelo Sleep Junkie e fornecido com exclusividade ao Yahoo Finance.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

‘Burnout’ ganha importância na lista de doenças da OMS

Síndrome do trabalhador esgotado se relaciona com problemas no emprego

depression-3912748_1280

A síndrome do trabalhador esgotado (síndrome de burnout) aparecerá na próxima Classificação Internacional de Doenças (CID-11) da Organização Mundial da Saúde (OMS) como um problema associado ao emprego ou ao desemprego.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

Empresas lançam programas para prevenir o burnout

Especialistas acreditam que iniciativas como yoga, meditação e sala de descanso no ambiente de trabalho precisam estar alinhadas a políticas voltadas à saúde mental

angry-bird-2234295_640

Em um mercado de trabalho cada vez mais competitivo, o burnout tem se tornado cada vez mais comum. Neste ano, a Organização Mundial de Saúde (OMS) anunciou que irá incluir a síndrome na próxima revisão da Classificação Internacional de Doenças, que passa a valer a partir de 2022. Apesar de em um primeiro momento afetar apenas o funcionário, especialistas concordam que o tratamento e a prevenção do burnout precisam partir de mudanças internas na empresa.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

Afastamentos por Síndrome de Burnout crescem 114,80% – Parte 1

Organização Mundial de Saúde (OMS) muda a classificação do transtorno; veja dicas para prevenir o esgotamento profissional

sector-1153119_1280

Pressão para cumprir metas abusivas, jornadas de trabalho exaustivas, falta de reconhecimento das chefias e de autonomia, várias horas vividas dentro de um ambiente de trabalho tóxico. Muita gente vai se identificar com essa rotina cada vez comum por conta de um mercado acelerado, exigente e movido pela busca incessante por resultados imediatos.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading