O que NÃO falar para quem tem problemas psiquiátricos [sincerão]

Vale para depressão, ansiedade, burnout, síndrome do pânico, boderline e vários outros

cat-334383_640

Eu, que mandei este texto para você, não quero ser mal educado, apesar da pessoa que escreveu parecer um pouco rude as vezes. Mas, relaxa, a colega só toma um remedinho que deixa ela sincera demais, só que as dicas você ainda precisa saber, tá? Com muito carinho.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

O que fazer? NADA

Aos poucos, a valorização do ócio vem saindo do discurso pra virar uma prática. E com o aval dos especialistas: o nada é fundamental também para a saúde

feet-932346_640

Quando trabalhava como redator em uma agência de PR na Inglaterra, o fundador da revista Wired David Baker acompanhou um caso que mudou sua vida. Na época, fi m dos anos 80, um gerente da empresa trabalhou tantas horas seguidas que teve um colapso.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

Depressão: O segredo de todas as famílias

Onze milhões e meio de brasileiros sofrem oficialmente de depressão, segundo a OMS

O músico Iván Ferreiro em seu estudo em Gondomar (Espanha). OSCAR CORRAL EL PAÍS

O músico Iván Ferreiro em seu estudo em Gondomar (Espanha). OSCAR CORRAL EL PAÍS

“Saia e conte para alguém.” Foi a resposta de Harvey Milk quando um jovem lhe perguntou como poderia ajudar a combater o estigma da homossexualidade. Quarenta anos depois, o escritor Andrew Solomon repete o conselho do ativista gay norte-americano, mas para vencer outro tabu: a incompreensão e a vergonha que cercam quem sofrem de depressão. Solomon, escritor e professor de Psicologia em Columbia, fez disso uma cruzada pessoal. E luta para romper o silêncio que acompanha um transtorno que já afeta 2,5 milhões de espanhóis – os diagnosticados, já que muitos nem sequer se atrevem a confessar o que sentem. No Brasil, 5,8% da população sofre da doença, o que representa 11,5 milhões de brasileiros, segundo a OMS.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

Estudo elege os nove alimentos que aliviam a ansiedade

Entre eles estão o iogurte, o ovo e até o chocolate

girl-2626753_1280

ansiedade, que afeta milhões de pessoas em todo o mundo, é uma condição caracterizada por preocupação excessiva diante de situações consideradas preocupantes ou estressantes. Quem sofre com esse distúrbio psicológico, que apresenta uma gama de sintomas, enfrenta muitas dificuldades no dia a dia, mesmo em situações menos estressantes. Algumas pessoas experimentam o problema apenas em momentos de nervosismo intenso, que podem ocorrer muito raramente.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

Uma soneca para ficar mais inteligente

Passar noites em claro tem vários efeitos, inclusive sobre nossa capacidade de concentração

cat-800760_1280

Passar noites em claro tem vários efeitos, inclusive sobre nossa capacidade de concentração, resolução de problemas e aprendizagem. “Um adulto em estado de vigília contínua por 21 horas tem aptidões equivalentes às de alguém alcoolizado a ponto de ser legalmente impedido de dirigir”, afirma o professor Sean Drummond, da Universidade da Califórnia em San Diego. Segundo ele, passar duas ou três noites seguidas dormindo tarde e acordando cedo pode provocar o mesmo efeito. Ou seja, do ponto de vista da cognição, é como se dormir bem (obviamente sem excessos) nos tornasse mais inteligentes – pelo menos mais do que podemos ser quando passamos tempo demais acordados. Uma pesquisa desenvolvida na Universidade de Lübeck, na Alemanha, com 191 adultos mostrou que dormir bem durante a noite é fundamental para nos lembrarmos melhor do que aprendemos. Isso ocorre porque durante o descanso ocorre a síntese de proteínas responsáveis pelo desenvolvimento de conexões neurais, o que aprimora habilidades como a memória. Quando dormimos, nosso cérebro seleciona as informações acumuladas, guardando aquilo que considera importante, descartando o supérfluo e fixando, assim, lições que aprendemos ao longo do dia. Por esse motivo, quem dorme mal, geralmente, tem dificuldade em lembrar-se de situações simples, como episódios ocorridos no dia anterior ou nomes de pessoas próximas.

Fonte: Mente Cérebro  - Foto: Shanon para Pixabay

Dormir até tarde no fim de semana faz você viver mais

Ainda não dá pra dizer que o sono perdido durante a semana é compensado na folga, mas cientistas provam que uma soneca longa no domingo pode salvar sua vida

cat-3301186_1280

Não, aquela velha história de compensar o sono perdido durante os dias úteis no fim de semana ainda não é verdade. Mas uma pesquisa realizada na Suécia, que estudou mais de 38 mil adultos, concluiu que dormir mais nos dias de folga pode salvar você de uma morte precoce.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

Sobre o fenômeno dos trabalhos idiotas por David Graeber

Alguma vez você já sentiu como se seu trabalho fosse uma invenção sem propósito? Que o mundo seguiria girando normalmente se você cumprisse sua carga horária? O professor de antropologia e autor de best-seller David Graeber explorou o fenômeno dos trabalhos idiotas para nosso último número [Nota do editoresse texto foi traduzido da Strike Mag] – que todos que tem um emprego deveriam ler cuidadosamente …

monkey-2710660_1280

No ano de 1930, John Maynard Keynes previu que até o fim do século a tecnologia teria avançado suficientemente, ao ponto que países como a Inglaterra e os Estados Unidos teriam uma semana de trabalho de 15 horas. Tudo nos leva a crer que ele estava certo.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

Buffett se junta com Amazon e JP Morgan para revolucionar sistema de saúde

Warren Buffett

Warren Buffett

O que temos com a união de uma das maiores empresas de tecnologia do mundo, com um dos maiores investidores e um dos maiores bancos dos EUA? Uma revolução sem precedentes. É o que planejam Amazon, Berkshire Hathaway (empresa de Warren Buffett) e o JPMorgan Chase.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

A geração que perde amigos, perde saúde, mas não perde prazo

Pela primeira vez na vida atrasei um prazo. Aconteceu na semana passada. Tinha prometido, por iniciativa minha, que entregaria o livro ao meu editor português até sexta-feira, dia 17. Mas tudo saiu fora do previsto e me flagrei, na madrugada de quinta para sexta, dormindo em frente ao computador, como se algo razoável pudesse ser escrito naquelas condições.

locket-2569573_1280

Eu odiei perder o prazo. Fiquei com raiva de mim- e não da minha sobrecarga de trabalho-, culpei minha falta de organização- e não os imprevistos que aconteceram naquela semana. Mas vi que não havia alternativa. Cometi o sacrilégio de entregar na segunda feira, dia 20, algo que deveria ter sido entregue na sexta, 17. E a pior parte: o editor nem percebeu o atraso.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading