Sua empresa se preocupa com a sua saúde?

adult-2449725_640

Uma das principais preocupações das empresas deve ser com o bem-estar dos seus colaboradores, principalmente quando o tema é saúde do trabalho. Ter todos os funcionários trabalhando de forma produtiva é o ideal para as organizações, mas por diversos fatores isso não acontece com facilidade. E a ausência do colaborador por motivos de saúde é um deles.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

Como o debate de ideias aprimora nossa inteligência

Tenho certeza de que você concordará se ouvir que, de maneira geral, nós, seres humanos, tentamos evitar conflito.

people-2557396_640

“Na maior parte do tempo, estamos tentando nos dar bem com as pessoas”, diz Liz Stokoe , professora de análise de conversas da Universidade de Loughborough, no Reino Unido.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

‘O ambiente de trabalho está matando as pessoas’

Para especialista, as longas jornadas e a insegurança deixam as pessoas doentes e cortam produtividade

Jeffrey Pfeffer, professor de comportamento organizacional na Graduate School of Business, da Universidade de Stanford. Foto: Universidade de Stanford

Jeffrey Pfeffer, professor de comportamento organizacional na Graduate School of Business, da Universidade de Stanford. Foto: Universidade de Stanford

Empresas estão criando locais de trabalho tóxicos, com insegurança sobre o emprego e longas horas de trabalho, o que têm derrubado a produtividade de funcionários. Essa é a avaliação do professor de Stanford, Jeffrey Pfeffer, especialista em comportamento organizacional. Confira os principais trechos da entrevista.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

No Canadá, policiais são obrigados a fazer meditação antes de ir às ruas

zen-2907290_1280

Agir sob stress no trabalho nunca é bom. Mas perigoso ainda é quando você lida diretamente com pessoas em sua profissão e está armado, como é o caso dos policiais. Para evitar casos de abuso de violência, o governo de Ontario, no Canadá, achou uma ótima solução: por lá, todos os policiais são submetidos a sessões de meditação antes de ir para a rua.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

Uma soneca para ficar mais inteligente

Passar noites em claro tem vários efeitos, inclusive sobre nossa capacidade de concentração

cat-800760_1280

Passar noites em claro tem vários efeitos, inclusive sobre nossa capacidade de concentração, resolução de problemas e aprendizagem. “Um adulto em estado de vigília contínua por 21 horas tem aptidões equivalentes às de alguém alcoolizado a ponto de ser legalmente impedido de dirigir”, afirma o professor Sean Drummond, da Universidade da Califórnia em San Diego. Segundo ele, passar duas ou três noites seguidas dormindo tarde e acordando cedo pode provocar o mesmo efeito. Ou seja, do ponto de vista da cognição, é como se dormir bem (obviamente sem excessos) nos tornasse mais inteligentes – pelo menos mais do que podemos ser quando passamos tempo demais acordados. Uma pesquisa desenvolvida na Universidade de Lübeck, na Alemanha, com 191 adultos mostrou que dormir bem durante a noite é fundamental para nos lembrarmos melhor do que aprendemos. Isso ocorre porque durante o descanso ocorre a síntese de proteínas responsáveis pelo desenvolvimento de conexões neurais, o que aprimora habilidades como a memória. Quando dormimos, nosso cérebro seleciona as informações acumuladas, guardando aquilo que considera importante, descartando o supérfluo e fixando, assim, lições que aprendemos ao longo do dia. Por esse motivo, quem dorme mal, geralmente, tem dificuldade em lembrar-se de situações simples, como episódios ocorridos no dia anterior ou nomes de pessoas próximas.

Fonte: Mente Cérebro  - Foto: Shanon para Pixabay

Sua equipe trabalha das 9h às 18h? Então você está ultrapassado

Empresas que apostam em mais flexibilidade no trabalho garantem que isso leva a funcionários mais felizes e defendem que esse é um caminho sem volta.

desktop-1985856_1280 (1)

São Paulo – Para a maioria das pessoas, trabalhar numa empresa ainda é sinônimo de estar no escritório no horário comercial – e pegar aquele trânsito para ir e voltar para casa. Porém, alguns negócios já perceberam que, num mundo com tanta tecnologia, não faz mais sentido obrigar seus funcionários a estarem no ambiente de trabalho sempre no mesmo horário.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

Depressão no ambiente de trabalho: superando as dificuldades

Com o desenvolvimento das tecnologias e o caminhar das sociedades – estas, que ganharam muito, mas também perderam muito com o mundo globalizado – tem se também o desenvolvimento de novas lógicas de trabalho, das indústrias e das empresas, que cada vez mais, conforme cresciam, foram exigindo disposições sempre mais intensas de seus funcionários, dada as necessidades de um mercado extremamente voraz.

sad-505857_1280

Tendo esse cenário em vista, rotinas exaustivas e o aumentar das pressões por resultados nos ambientes de trabalho tornaram-se experiências comuns dentro destes lugares. Com isso, algo possível de ser observado entre seus frequentadores fora o aumento de suas taxas de stress, de suas taxas de ansiedade e de outros sintomas que, quando em excesso, teriam um poder altamente negativo e catastrófico em nossas vidas e em nossa saúde como um todo.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

Enfermeiros. 70% sofrem de ansiedade e 20% de depressão grave

Em média, sete em cada dez enfermeiros dizem sofrer de ansiedade e insónia.

E nove em cada dez consideram mesmo ter uma disfunção social.

Um estudo da Universidade Católica, que envolveu mais de 1.200 profissionais, revela que quase dois terços têm uma perceção negativa da própria saúde mental e que sofrem de uma doença física, pelo menos.

Entre os que fazem turnos, 90 por cento dizem que não dormem o suficiente e 20 por cento assumem mesmo que enfrentam uma depressão grave.

O estudo faz notar ainda que o cenário é pior entre os que exercem a profissão em hospitais.

A Bastonária dos Enfermeiros sublinha que estes resultados vão de encontro ao levantamento feito há dois anos pela própria Ordem, e que apontava para um quinto dos profissionais em estado de exaustão.

Fonte: RTP Notícias – Fotografia: Rawpixel para Pixabay