Número de bancários doentes dispara em oito anos

Dados obtidos no INSS revelam que de 2009 a 2017, a quantidade de trabalhadores de bancos afastados por transtornos mentais cresceu 61,5%, e o total de afastados aumentou 30%; número absoluto de trabalhadores adoecidos pode ser ainda maior devido à subnotificação 

tie-690084_640

O número de bancários afastados por doenças cresceu substancialmente entre 2009 e 2017, segundo dados do INSS obtidos pelo Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

‘Hoje o indivíduo se explora e acredita que isso é realização’ – diz o filósofo sul-coreano Byung-Chul Han

burned-down-252232_640

“A sociedade do século XXI não é mais a sociedade disciplinar, mas uma sociedade de desempenho. Também seus habitantes não se chamam mais “sujeitos de obediência”, mas sujeitos de desempenho e produção. São empresários de si mesmos”
– Byung-Chul Han, em “Sociedade do Cansaço”.[tradução Enio Paulo Gianchini]. São Paulo: Editora Vozes, 2015.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

14 dicas para dormir melhor de acordo com uma especialista em sono

adorable-1850276_640

> Antes a gente contraindicava a televisão, por causa da luminosidade e da distração. Surgiram inimigos muito mais perigosos: o celular e o tablet, que devem ser as primeiras coisas a expulsar do quarto se você quiser dormir bem. A exposição à luz inibe a produção da melatonina, hormônio que induz ao sono.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

Estudo vai investigar sofrimento mental de estudantes universitários

Trabalho vai considerar efeitos das mudanças sociais contemporâneas entre os alunos no Brasil e no mundo

Projeto busca possíveis respostas ao sofrimento e adoecimento mentais dos estudantes de ensino superior, por meio de pesquisa institucional, revisão bibliográfica e de espaços de formação e debate, agregando pesquisadores e a sociedade ao diálogo e aos resultados

Projeto busca possíveis respostas ao sofrimento e adoecimento mentais dos estudantes de ensino superior, por meio de pesquisa institucional, revisão bibliográfica e de espaços de formação e debate, agregando pesquisadores e a sociedade ao diálogo e aos resultados

Na Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP, uma pesquisa de pós-doutorado em andamento discute o sofrimento mental entre estudantes de graduação e pós-graduação, considerando as mudanças sociais contemporâneas pelas quais passam o Brasil e o mundo. O estudo Mudanças Sociais, Individualização e o Sofrimento Psíquico entre Estudantes Universitários é de autoria de Thiago Marques Leão, doutor em Saúde Pública, sob supervisão da professora Aurea Maria Zöllner Ianni, do Departamento de Política, Gestão e Saúde da FSP.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

Como o debate de ideias aprimora nossa inteligência

Tenho certeza de que você concordará se ouvir que, de maneira geral, nós, seres humanos, tentamos evitar conflito.

people-2557396_640

“Na maior parte do tempo, estamos tentando nos dar bem com as pessoas”, diz Liz Stokoe , professora de análise de conversas da Universidade de Loughborough, no Reino Unido.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

Brasileiro é o 2º no mundo com mais medo de andar nas ruas à noite

Percepção de insegurança dos brasileiros fica em 68%, contra 79% dos afegãos, mostra estudo da FGV com 125 países; taxa mundial é de 30%

umbrella-801918_640

São Paulo – O medo de andar sozinho à noite perto de casa é rotina à quase sete em cada 10 brasileiros. Uma pesquisa da Fundação Getúlio Vargas (FGV) mostra que o medo da violência atingiu em 2017 o ponto mais alto da série: 68% disseram se sentir inseguros em andar à noite na sua vizinhança.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

O que fazer? NADA

Aos poucos, a valorização do ócio vem saindo do discurso pra virar uma prática. E com o aval dos especialistas: o nada é fundamental também para a saúde

feet-932346_640

Quando trabalhava como redator em uma agência de PR na Inglaterra, o fundador da revista Wired David Baker acompanhou um caso que mudou sua vida. Na época, fi m dos anos 80, um gerente da empresa trabalhou tantas horas seguidas que teve um colapso.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

No Canadá, policiais são obrigados a fazer meditação antes de ir às ruas

zen-2907290_1280

Agir sob stress no trabalho nunca é bom. Mas perigoso ainda é quando você lida diretamente com pessoas em sua profissão e está armado, como é o caso dos policiais. Para evitar casos de abuso de violência, o governo de Ontario, no Canadá, achou uma ótima solução: por lá, todos os policiais são submetidos a sessões de meditação antes de ir para a rua.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

Uma soneca para ficar mais inteligente

Passar noites em claro tem vários efeitos, inclusive sobre nossa capacidade de concentração

cat-800760_1280

Passar noites em claro tem vários efeitos, inclusive sobre nossa capacidade de concentração, resolução de problemas e aprendizagem. “Um adulto em estado de vigília contínua por 21 horas tem aptidões equivalentes às de alguém alcoolizado a ponto de ser legalmente impedido de dirigir”, afirma o professor Sean Drummond, da Universidade da Califórnia em San Diego. Segundo ele, passar duas ou três noites seguidas dormindo tarde e acordando cedo pode provocar o mesmo efeito. Ou seja, do ponto de vista da cognição, é como se dormir bem (obviamente sem excessos) nos tornasse mais inteligentes – pelo menos mais do que podemos ser quando passamos tempo demais acordados. Uma pesquisa desenvolvida na Universidade de Lübeck, na Alemanha, com 191 adultos mostrou que dormir bem durante a noite é fundamental para nos lembrarmos melhor do que aprendemos. Isso ocorre porque durante o descanso ocorre a síntese de proteínas responsáveis pelo desenvolvimento de conexões neurais, o que aprimora habilidades como a memória. Quando dormimos, nosso cérebro seleciona as informações acumuladas, guardando aquilo que considera importante, descartando o supérfluo e fixando, assim, lições que aprendemos ao longo do dia. Por esse motivo, quem dorme mal, geralmente, tem dificuldade em lembrar-se de situações simples, como episódios ocorridos no dia anterior ou nomes de pessoas próximas.

Fonte: Mente Cérebro  - Foto: Shanon para Pixabay