“A era do ‘funcionário bom é funcionário estressado’ está acabando”

Especialista em medicina comportamental, Ricardo
Monezi fala sobre o esgotamento profissional chamado
de burnout, mal que ataca indivíduos e empresas

african-1748036_1920

Metas a serem batidas a todo e qualquer custo, pressão por entrega de resultados, estresse como demonstrativo de comprometimento, horas extras como sinal de dedicação. E, no final, a falta de reconhecimento do chefe. Parece uma descrição do que um ambiente corporativo nunca deveria ser. Mas, infelizmente, descreve a realidade do que ele foi por muitos anos — e ainda é — em muitas empresas brasileiras. E uma das consequências mais graves foi o diagnóstico frequente nos últimos anos de funcionários com uma síndrome que vai além do estresse, depressão e ansiedade — e que, na verdade, pode unir tudo isso. Trata-se do burnout, o esgotamento profissional profundo. Ele pode se refletir em vários aspectos da vida pessoal, levar a doenças sérias, como desenvolvimento de tumores, e até ao suicídio.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

Neurocientista do MIT tem uma receita infalível para o estresse

Para Tara Swart, a ciência provou que conviver durante muito tempo com incertezas reduz a produtividade

Tara Swart: deve-se tomar mais água e andar antes de reuniões importantes (Vianney Le Caer/Rex/Shutterstock)

Tara Swart: deve-se tomar mais água e andar antes de reuniões importantes (Vianney Le Caer/Rex/Shutterstock)

Em meio a qualquer crise, ninguém escapa à rotina de incertezas. Eis uma receita infalível para o estresse.  “A sensação de falta de controle faz o organismo produzir o hormônio cortisol em maior quantidade”, diz a psiquiatra britânica Tara Swart.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

Síndrome de Burnout: quando o trabalho passa dos limites

Parecida com a depressão, a síndrome é causada pelo estresse excessivo na carreira profissional. Saiba como detectar se você pode estar sofrendo da doença e como evitá-la

matches-1856621_1920

Crises de choro, resfriado constante, dores de cabeça e um problema que incomodava constantemente: o trabalho excessivo. O que parecia um simples estresse  diário se tornou um pesadelo chamado síndrome de Burnout. Dois anos atrás, a administradora Helloá Regina descobriu que sofria com a doença, mas não imaginava que todos os sintomas estavam relacionados com a carreira. “Eu nunca desligava, trabalhava em média nove horas por dia e depois ia para a faculdade e morava sozinha. Começou a afetar a minha vida pessoal, todos ao meu redor falavam que eu estava estranha, triste e pra baixo”, diz.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

7 atitudes para mudar as coisas na prática

Na busca por um mundo melhor, é preciso menos combate e mais criação

  clock-1461689_1280

 

Apesar da confusão política e econômica que estamos vivendo no Brasil e no mundo, acredito que existem razões para otimismo. Afirmo isso porque vejo cada dia mais pessoas querendo trabalhar em prol da criação de um mundo melhor. Para essas pessoas, está cada vez mais claro que a crise não será resolvida se continuarmos utilizando os modelos que nos trouxeram até aqui. Elas acreditam que o momento em que vivemos pede a proposição de novos caminhos para substituir os atuais paradigmas em suas mais variadas dimensões.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

Jovem pede folga para cuidar da saúde e e-mail de CEO surpreende

A profissional compartilhou a troca de e-mails com o chefe no Twitter

(Reprodução/Twitter/Veja SP) Cada vez mais, fica claro que a saúde mental é tão importante quanto a saúde do seu corpo. No entanto, ainda é raro encontrar empresas e funcionários que se preocupem com o bem estar de seus funcionários e colegas. No dia 30 de junho, a desenvolvedora online Madalyn Parker, publicou um tuíte que chama atenção para a resposta de um chefe a um pedido muito incomum.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

Mobbing: o assédio moral no trabalho

O assédio moral no trabalho, ou mobbing, se tornou algo muito comum nos últimos anos. Trata-se de um fenômeno emergente na vida social e profissional que requer um tratamento rigoroso devido às múltiplas consequências que pode originar.

Esta situação não só acarreta problemas psicológicos, como também pode afetar o desempenho da atividade profissional e o ambiente da pessoa que sofre com ela, sendo uma situação, na maioria dos casos, difícil de demonstrar.

glass-containers-1205611_1920

O assédio moral no trabalho pode não só destruir o ambiente de trabalho e/ou reduzir a produtividade, como também pode favorecer o absenteísmo, devido ao desgaste psicológico que ele provoca. É considerado um abuso de autoridade. A pessoa que o coloca em prática procura apenas manter o seu poder em situações em que a vítima é uma ameaça por algum motivo.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

Qual a relação entre o intestino, ansiedade e depressão?

Quem diria que as bactérias presentes no seu intestino poderiam influenciar diretamente na sua felicidade e bem-estar? Pois elas podem!

background-1932466_1920

E você sabe quem são essas bactérias? Conhecidas popularmente como flora intestinal, são populações de bactérias que vivem naturalmente em nosso intestino. Enquanto fornecemos a elas casa e comida, elas nos auxiliam no desenvolvimento do intestino, na proteção contra patógenos (microrganismos que provocam doenças), na síntese de vitaminas, absorção de nutrientes e digestão – relação conhecida como mutualismo. Elas ficam restritas ao intestino graças a uma parede impermeável de células que impede que escapem e caiam na corrente sanguínea.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

Pesquisa confirma ação farmacológica da própolis orgânica brasileira

Própolis produzida no Sul tem substâncias com ação anti-inflamatória, antioxidante, antibacteriana e até anticancerígena

As 78 amostras utilizadas na pesquisa foram coletadas em apiários no sul do Paraná e norte de Santa Catarina - Foto: Wikimedia Commons

As 78 amostras de própolis utilizadas na pesquisa foram coletadas em apiários no sul do Paraná e norte de Santa Catarina – Foto: Wikimedia Commons

Além do seu sabor suave e alto valor comercial, a própolis orgânica produzida no sul do País possui propriedades químicas com potencial farmacológico para várias doenças. As substâncias agem como anti-inflamatório, antioxidante, antibacteriano e até como anticancerígeno. Estas foram as conclusões de um estudo de pesquisadores da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da USP em Piracicaba, feito em apiários no sul do Paraná e norte de Santa Catarina.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading

“A psiquiatria está em crise”

Jornalista quer provar que doenças mentais não se devem a alterações químicas do cérebro

post

Tudo começou com duas perguntas. Como é possível que os pacientes de esquizofrenia evoluam melhor em países onde são menos medicados, como a Índia e a Nigéria, do que em nações como os Estados Unidos? E como se explica, tal como proclamou em 1994 a Escola de Medicina de Harvard, que a evolução dos pacientes de esquizofrenia tenha piorado com a implantação de medicamentos, em relação aos anos setenta? Essas duas perguntas inspiraram Robert Whitaker a escrever uma série de reportagens para o jornal Boston Globe – finalista do prêmio Pulitzer de Serviço Público – e dois polêmicos livros. O segundo, Anatomy of an Epidemic (“Anatomia de uma epidemia”, em tradução literal), foi premiado como o melhor livro investigativo de 2010 por editores e jornalistas norte-americanos.

CONTINUE LENDO A MATÉRIA

Continue reading